Bem vindos!

"A principal meta da educação é criar homens que sejam capazes de fazer coisas novas, não simplesmente repetir o que outras gerações já fizeram. Homens que sejam criadores, inventores, descobridores.” (Piaget, Jean.
Early childhood education. 1991/pg 97)


Para mim a utilização do formato "blog" representa uma nova proposta de superação. Por ser online qualquer pessoa, a qualquer momento, pode visualizar, contribuir, criticar e atualizar-se. Por isso, conto com sua participação construtiva neste trabalho que faço com tanto prazer e cuidado.

OBJETIVO DO PORTFÓLIO REFLEXIVO:

"Registrar a reflexão crítica entre teoria e prática, demonstrando o processo de construção do conhecimento interdisciplinar, como forma de avaliação participativa do ensino e aprendizagem."
(turma PDM 11)

OBSERVAÇÕES:

As informações contidas aqui foram elaboradas por mim, com base nos estudos do curso de pedagogia, experiências compartilhadas e outras fontes. Blog em contínua evolução! Porque devemos sempre querer ser melhores do que antes ;)



sábado, 11 de julho de 2009

7. Os Obstáculos no Caminho

As Críticas e limitações

Infelizmente, apesar de ser nítida a necessidade de mudanças, nem sempre as iniciativas e revoluções que o professor sofre para melhorar seu trabalho são bem-vindas. A crítica pode vir que qualquer lado: dos pais que se sentem ameaçados com as novas propostas da pedagogia; dos diretores que temem que novos métodos possam provocar o fracasso de sua escola; dos colegas de trabalho e seu preconceito com o diferente; de mídias que muitas vezes desconhecem e distorcem a imagem do professor; ou até dos próprios alunos que não estão acostumados e ainda não compreendem bem as propostas construtivistas. Mas o pior de tudo é o questionamento do próprio professor. Auto-crítica é importânte sim, mas algumas questões podem invadir o dia-a-dia do professor e lhe causar desconforto com a profissão.
Mas afinal, por que estamos aqui? No que acreditamos? O que nos faz acreditar neste sonho? próximo tópico pode nos ajudar a responder estas perguntas...

Nenhum comentário: